domingo, 12 de novembro de 2017

Crianças , flamboyants e música

Seguindo o mês de novembro, ainda temos flamboyants vermelhos e alaranjados pelas quadras. Na última semana, Joás e Lídia, meus netos filhos de minha filha, vieram me visitar. Resultado: passeio no Eixo Rodoviário Sul (Eixão), liberado para os pedestres aos domingos, para ver os flamboyants.
Um motivo de agradecimento são as chuvas que chegaram, aumentando o nível das represas que abastecem Brasília. A do rio Descoberto, que esteve o nível em situação crítica, com menos de 6% do nível total, está agora com 6,7%, subindo lentamente.
Começam os recitais de fim de ano e tivemos apresentação na Escola de Música, da orquestra Caliandra, formada por alunos e professores de instrumentos de cordas. (Eu sou aluna de violino. Quando era jovem, comecei a estudar música e me formei em piano.)
Neste último fim de semana, tivemos uma linda apresentação musical em nossa igreja com participação de Coral, instrumental e Coral infantil. Participei no instrumental de novo. Bom é louvar ao Senhor!

Boa semana a todos!






quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Novembro

Novembro tem, logo no início, esta data para saudade e memória, em que nos lembramos de nossos queridos que já se foram. Para nós, cristãos, lembra também a esperança num reencontro futuro, na ressurreição. 
Em minha família, temos ainda um aniversário, o da Gleidy, minha nora, mãe de quatro lindos e inteligentes netinhos. 
No fim do mês, uma data para festejar: o Dia de Ação de Graças, que é comemorado no Brasil este ano em 23 de novembro. Nos Estados Unidos e Canadá esta data é tão comemorada quanto o Natal. Por certo, é preciosa a gratidão.
Por fim, em novembro estamos a um mês do Natal e as lojas se preparam com uma bela ornamentação, nós também nos entusiasmamos com a data e planejamos belas confraternizações.
Vamos viver novembro, temos ainda dois meses em 2017!

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Versículos do mês

Último dia do mês. Continuo lendo um capítulo da Bíblia por dia, ainda do livro de Ezequiel.
Compartilho com vocês os versículos que me trouxeram uma mensagem marcante no mês.


"Farei com elas aliança de paz (...); seguras habitarão no deserto e dormirão nos bosques." Ezequiel 34:23
O versículo se refere ao povo de Deus como um rebanho de ovelhas, guiadas pelo Senhor.

"(...) mas o que se dá por avisado salvará a sua vida." Ezequiel 33:5
O capítulo se refere àquele que proclama  a mensagem de Deus como atalaia, aquele homem que, nos tempos antigos, devia avisar a cidade sobre algum perigo. Cabe ao que ouve a mensagem pôr-se a salvo. 

"Dir-se-á: Esta tera desolada ficou como o jardim do Éden; as cidades desertas, desoladas e em ruínas estão fortificadas e habitadas." Ezequiel 36:35
O capítulo refere-se à restauração do povo de Israel, que havia sido levado para o cativeiro na Babilônia. Assim como Deus restaura um povo pode restaurar a cada um e criar um jardim nos corações desolados.

Não podia deixar de lembrar o versículo:
"Mas o justo viverá pela fé."Romanos 1:17
Nesse versículo e em vários outros semelhantes da Bíblia, Martinho Lutero se inspirou há 500 anos para iniciar uma reforma no cristianismo. Somente a fé em Deus nos salva e não nossos próprios esforços ou bens.

Outro ponto pregado por Lutero era o estudo da Bíblia. Ela é a mensagem de Deus para nós. Vamos ler essa Carta divina, à qual temos livre acesso em nossos dias.

sábado, 28 de outubro de 2017

Aniversário de casamento


No início do mês, enumerei as comemorações previstas para este período. Esqueci de acrescentar: no dia 28, hoje, comemoramos aniversário de casamento. Este ano são 46 anos de casamento.
Casamos na manhã de um dia que era feriado nas repartições, por ser dia do funcionário público. À cerimônia civil , no cartório, seguiu-se a religiosa na igreja, que ficava próxima.Uma colega tocou a Marcha Nupcial e uma professora da Universidade onde eu estudava música cantou o Pai Nosso.
Não houve festa, apenas um almoço em família .
O tempo passou rápido e estamos hoje comemorando já mais de quatro décadas e meia de casamento. 
Hoje fomos cumprimentados por alguns colegas da classe de estudo da Bíblia, pois estivemos louvando a Deus na igreja. 
Registramos algumas fotos no jardim, à saída. 
Depois almoçamos junto com nosso neto. 
Embora tenha  passado tanto tempo, nos sentimos bem em estar um com o outro para momentos felizes de convivência na igreja, na escola, onde Claudio colabora algumas vezes,  em família e em alguns passeios.. 
Por isso agradecemos a Deus por esta data.



sábado, 21 de outubro de 2017

Flamboyants em Brasília

A primavera na cidade está sendo marcada pela seca. Nesta semana, se anuncia o início de um nível novo, mais rigoroso no racionamento - haverá dois dias sem água por semana. Começará também a ser utilizada a água de um córrego para abastecer uma parte da cidade, visto que o nível dos reservatórios baixou muito. 
Mesmo assim, a cidade está florida, agora com os flamboyants. Tinha esquecido o nome dessas árvores de exuberantes flores de um vermelho-laranja. Lembrei então de já ter publicado fotos delas aqui no blog, quando morava em outro local.
Agora as encontrei aqui, na região central em que estou morando e a caminhada de hoje foi para fotografá-las. A temperatura está em 30 graus, mas valeu a pena passear um pouco e fotografar estas belas árvores.










 

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Niver na escola

Já organizei um aniversário do meu neto Lucas Felipe na escola dele, quando completou dez anos. Teve parabéns, oração de gratidão e depois pula-pula no pátio da escola. 
Ontem, tivemos de novo um aniversário na escola, mas desta vez foi o do Cláudio, que completava 70 anos. Como ele estuda percussão na Escola de Música de Brasília, o evento transcorreu lá, com a presença do professor, direção da escola, a servidora Glorinha, os coleguinhas (todos adultos, é claro) e a família (eu, aluna de violino e o Lucas, ex-aluno de clarinete).
O professor Chiquinho (um gaúcho de Santa Maria) tocou o Parabéns na marimba, como gravei, fazendo variações.
Duas gentis colegas decoraram a sala e foi tudo muito agradável. 
Agradecemos a Deus por mais um ano na vida do Cláudio. São bênçãos a compartilhar, como sempre diz também a Cida de Compartilhando bênção.
Um abraço a todos os leitores!







sexta-feira, 13 de outubro de 2017

A estrada e a foto

Sempre quis fazer isto.
Aquelas paisagens atraentes e tranquilas, passando rápidas. As montanhas, os vales, casinhas de fazenda. O gado pastando ou bebendo água num pequeno açude. O verde do campo. As nuvens no céu ensolarado.
E mais uma vez esse cenário passava por mim, quando senti desejo de me apropriar daquele momento. Registrar uma foto é como pintar um quadro. (Mesmo que não seja uma obra de arte imortal, será imortal em nossa memória aquele momento.)
Foi então que, por um milagre, meu marido estacionou num posto para achar o dinheiro da taxa do pedágio. Foi imediato! Abri a porta e consegui capturar o panorama. 
Aqui está.